Transporte de cargas perigosas, cuidados e especialização para motoristas e empresas

O transporte de produtos perigosos é um caso particular do transporte de mercadorias numa cadeia de fornecimento. Durante esta atividade, vários fatores passam a ser críticos e a imprudência pode significar não só a perda de mercadoria como um elevado risco para as pessoas envolvidas no transporte e para o meio ambiente.

A condução de carga perigosa exige a máxima atenção do condutor, qualquer imprevisto pode ser fatal, tanto para ele quanto para as pessoas que estiverem próximas a essa operação.

Todas as substâncias ou artigos encontrados na natureza ou produzidos por qualquer processo que, por suas características físico-químicas, representem risco para a saúde das pessoas, para a segurança pública ou para o meio ambiente, são classificados como produtos perigosos.

O motorista que transporta carga perigosa tem uma enorme responsabilidade para o sucesso dessa especial operação, precisa estar preparado. Este tipo de transporte é cercado de exigências, entre elas a especialização através de cursos, como de Movimentação e Operação de Produtos Perigosos, mais conhecido como MOPP.

O curso visa conceituar o produto perigoso, mostrar a legislação específica e as responsabilidades na operacionalização e tráfego desses produtos. Mas é importante ressaltar que esse curso não habilita o motorista para a condução de produtos perigosos.

O objetivo principal é proporcionar condições para que o carreteiro conduza o veículo com segurança, preservando a sua integridade física, a da carga, do caminhão e do meio ambiente, além de prestar um primeiro atendimento emergencial na ocorrência de qualquer acidente.

O MOOP deve permitir que o condutor conheça e aplique os preceitos de segurança adquiridos durante o treinamento e faça uso dos comportamentos preventivos e procedimentos no caso de emergência, desenvolvido para cada uma das classes de produtos perigosos.

Durante o curso, oferecido pelo Sest/Senat, são trabalhados temas como legislação de trânsito, direção defensiva, noções básicas de primeiros socorros, respeito ao meio ambiente, prevenção de incêndio, legislação do MOOP e movimentação de produtos perigosos.

Os carreteiros que transportam produtos perigosos devem ficar atentos também ao curso de reciclagem, obrigatório para todos os motoristas, independente da época em que foi realizado o MOPP, pois o mesmo tem validade de cinco anos.

Abaixo as fontes e referências consultadas:

– Guia do Transporte de Cargas e Produtos Perigosos

 

Saiba mais…

vide link abaixo:

Definição
Substância ou artigo, natural ou fabricado pelo homem, que em função de suas características físico-químicas e/ou toxicológicas representa perigo a saúde humana, ao patrimônio – público ou privado – e/ou ao meio ambiente. Para fins de transporte terrestre, um produto é considerado perigoso se enquadrado em uma das nove classes de risco estabelecidas na Resolução Nº 420, de 12/2/2004, da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), alterada pela Resolução Nº 3.763/12, de 26 de janeiro de 2012.

http://www.guiadotrc.com.br/guiaperig/guiageral.asp

 

– Livro: Gestão de Empresa de Transporte de Carga e Logística

Autores: Gunter Shluter & Mauro Roberto Schluter

 

– Revista e Site: O CARRETEIRO