O melhor resultado nominal desde o 1º trimestre de 2013. Estatal anuncia pagamento de R$ 652 milhões para acionistas – 1ª distribuição de lucros desde 2014.

A Petrobras registrou lucro líquido de R$ 6,961 bilhões no 1º trimestre de 2018, alta de 56% frente ao mesmo período do ano passado (R$ 4,45 bilhões) e o melhor resultado dos últimos 5 anos.

Trata-se do maior lucro nominal desde o 1º trimestre de 2013, quando petroleira registrou ganhos de R$ 7,69 bilhões, segundo dados da provedora de informações financeiras Economatica. Este é também o melhor resultado trimestral desde o início a Lava Jato, cuja primeira operação foi realizada em março de 2014.

No 4º trimestre de 2017, a estatal tinha registrado prejuízo líquido de R$ 5,477 bilhões. No consolidado de 2017, a Petrobras teve prejuízo líquido de R$ 446 milhões, acumulando 4 anos consecutivos de perdas.

“São resultados bem robustos”, avaliou o presidente da companhia, Pedro Parente, ao comentar os resultados. Questionado se a Lava Jato ficou para trás, o executivo se limitou a dizer que “a empresa hoje é uma empresa muito melhor preparada”.

As vendas da Petrobras cresceram 9% no 1º trimestre ante os 3 primeiros meses de 2017, para R$ 74,46 bilhões. Na comparação com o 4º trimestre, entretanto, houve queda de 3% na receita.

Segundo a Petrobras, o crescimento do lucro no 1º trimestre foi determinado pelos seguintes fatores:

  • Aumento dos preços internacionais do petróleo, que resultou em maiores margens nas exportações
  • Ganho de R$ 3,223 bilhões com a venda dos campos de Lapa, Iara e Carcará
  • Maior lucro com vendas combustíveis e derivados
  • Maiores margens e volumes na comercialização de gás natural
  • Menores gastos com ociosidade de equipamentos e redução das despesas

 

Por Darlan Alvarenga e Daniel Silveira*

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions Alcantara Machado sobre o mercado. Para continuar lendo, visite G1.